• img
Volvo desenvolverá ônibus elétrico híbrido articulado para Curitiba

A Volvo Bus Latin America assinou hoje, com a Prefeitura de Curitiba, um memorando de entendimento para a realização de testes com um ônibus elétrico híbrido articulado e de um estudo da viabilidade da adoção do veículo no sistema de transporte da cidade.  O ônibus será desenvolvido pela Volvo para atender a uma demanda de Curitiba de veículos com baixas emissões de poluentes e alta capacidade de transporte.

“Nossa gestão tem buscado alternativas para melhoria da qualidade de vida da população de Curitiba em todas as áreas. Este trabalho passa pelo investimento em transporte público e preservação do meio ambiente. Neste sentido, firmamos hoje com a Volvo esta parceria, que esperamos possa render frutos em um futuro próximo e servir de modelo para outras cidades. Mais uma vez, Curitiba sai na frente”, disse o prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet.

O documento também foi assinado pela URBS, UTFPR (Universidade Tecnológica do Paraná), empresa Cidade Sorriso, e Setransp, entidade que reúne as empresas de ônibus de Curitiba e Região Metropolitana. Todos vão participar da implementação do projeto.

Prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet; vice-prefeita de Curitiba, Mirian Gonçalves; Hakan Karlsson, vice-presidente do Grupo Volvo; Rodrigo Gregório da Silva, presidente da URBS; Luis Pimenta, presidente da Volvo Bus Latin America.

Prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet; vice-prefeita de Curitiba, Mirian Gonçalves; Hakan Karlsson, vice-presidente do Grupo Volvo; Rodrigo Gregório da Silva, presidente da URBS; Luis Pimenta, presidente da Volvo Bus Latin America.

O ônibus elétrico híbrido articulado será desenvolvido em Curitiba, já atendendo  às homologações de transporte urbano da cidade e vai integrar o City Mobility, projeto global de eletromobilidade da Volvo Bus. O início dos testes com o veículo está previsto para o primeiro semestre de 2016.

“É motivo de orgulho que a de Curitiba tenha aceitado nosso convite para ser uma das cidades do mundo a testar o projeto de eletromobilidade da Volvo. Temos uma longa história com Curitiba, no desenvolvimento de soluções que contribuam com a eficiência do sistema de transporte da cidade, com veículos de alta capacidade e sustentáveis, tanto do ponto de vista ambiental quanto econômico”, declara Luis Carlos Pimenta, presidente da Volvo Bus Latin America.

“Curitiba será a primeira cidade no Brasil a testar o ônibus elétrico híbrido”, afirma Hakan Karlsson, Vice Presidente Executivo de Business Areas, da AB Volvo.  Outras cidades que participam do projeto são Gotemburgo e Estocolmo, na Suécia; Edimburgo, na Escócia; Luxemburgo, em Luxemburgo; Hamburgo, na Alemanha; Montreal, no Canadá; Xangai, na China; Bangalore, na Índia; Bogotá, na Colômbia e Cidade do México, no México. Além disso, está previsto avançar o projeto na América Latina, incluindo já durante o próximo ano as cidades de Santiago, no Chile, Rio de Janeiro e São Paulo, no Brasil.

O ônibus elétrico híbrido articulado que a Volvo vai desenvolver para Curitiba vai operar 70% no modo elétrico e 30% no modo híbrido.  O veículo possui tecnologia plug-in, que permite recargas rápidas da bateria nos pontos de embarque e desembarque de passageiros.

“Estamos customizando um projeto global da Volvo Bus para Curitiba. O modelo articulado será desenvolvido para atender a necessidade de transporte da cidade, de ônibus de alta capacidade para circular nos corredores do BRT (Bus Rapid Transit)”, reforça Pimenta.

O modelo convencional do elétrico híbrido foi lançado em outubro deste ano, em Hannover, Alemanha, na feira internacional de veículos comerciais IAA. A tecnologia plug-in foi testada em Gotemburgo, na Suécia, e os resultados demonstram uma redução no consumo de combustível e de emissões de CO2 em até 75% em relação ao ônibus convencional movido a diesel.

Lançado em 2013, o City Mobility é um projeto global de eletromobilidade da Volvo Bus que tem como objetivo desenvolver soluções sustentáveis de transporte urbano. Reúne esforços do poder público, iniciativa privada e universidades para desenvolver soluções que atendam às demandas das cidades por um sistema de transporte público eficiente, com baixo nível de emissões de poluentes, mais silencioso, rápido, confortável e seguro.

Testes

Os testes de operação com o ônibus elétrico híbrido articulado deverão ser feitos na linha que liga o terminal do Pinheirinho, no bairro Pinheirinho, à Praça Carlos Gomes, no centro da cidade, sem qualquer custo para a Prefeitura de Curitiba.

“Queremos colocar o veículo em teste em condições reais de operação dentro das características do BRT de Curitiba. Nosso grande desafio é provar que a tecnologia é viável do ponto de vista econômico, ambiental e operacional”, destaca Rafael Nieweglowski, coordenador do City Mobility da Volvo Bus Latin America.

Além do consumo e emissões, o objetivo será comprovar e eficiência econômica e operacional da tecnologia. “A meta é que custo por quilômetro para o operador de transporte seja igual ao de um veículo articulado movido a diesel, incluídos o investimento na aquisição do ônibus e gastos operacionais, como combustível e manutenção”, explica Nieweglowski.

No trajeto em que o veículo será testado também será definida uma área chamada de zona ambiental e de segurança, onde são definidos limites de velocidade e de emissões. Nestes trechos, o veículo vai circular apenas no modo elétrico e com velocidade pré-estabelecida. “É um veículo inteligente, que vai operar dentro do que for programado. Mesmo que o motorista queira dirigir numa velocidade superior à estabelecida, não vai conseguir”, diz Nieweglowski.

O projeto, preparação da infraestrutura e estudo do trajeto para os testes serão realizados em conjunto pela Volvo, URBS, UTFPR, Setransp e Cidade Sorriso. As estações de recarga da bateria devem ser instaladas no Terminal do Pinheirinho e no tubo da Praça Carlos Gomes.

Compartilhe isso:

1 Comentários

REnato f wysocki

2014-11-01 15:43:55

Na verdade eu achei um erro fazer o ônibus convencional híbrido, fazer linha onde já operavam articulados diesel. Agora será corrigido esse erro com articulado híbrido!!!

Deixe um Comentário