• img
Por que o ônibus é o veículo mais adequado para uma cidade?

O ônibus é o veículo de transporte coletivo mais usado no Brasil e assim permanecerá por muito tempo. Segundo dados da Associação Nacional do Transporte Público (ANTP), o ônibus convencional representa 80% de todos os veículos de transporte coletivo nas cidades do Brasil com mais de 60 mil habitantes. De acordo com o Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatísticas (IBOPE), em cidades com mais de 100 mil habitantes o transporte coletivo é utilizado por 79% da população. Por isto, manter e melhorar os sistemas de transporte por ônibus é essencial para o país.

Contudo, para o sistema de transporte conseguir ser competitivo como o carro, deve apresentar vantagens em relação ao tempo de viagem, conforto, custo e segurança, o que é perfeitamente possível com projetos adequados.

O ônibus é o veículo de transporte coletivo coletivo mais adequado para todas as cidades. Mesmo nas metrópoles que têm metrô ou trem, é o ônibus que transporta a maior quantidade de passageiros no transporte público. Isto ocorre porque ele é o transporte mais barato para ser organizado, pode usar vias existentes e tem grande flexibilidade, podendo ter seu percurso alterado sempre que conveniente para os usuários.

E como o ônibus se compara aos modos individuais de transporte motorizado, como ao automóvel e a motocicleta?

A ilustração a seguir mostra que o uso do ônibus com carregamento médio de passageiros representa um consumo de espaço viário (passageiro-quilometro) quatro vezes inferior ao da moto e quase oito vezes inferior ao do automóvel. O uso do ônibus convencional representa também um consumo de energia 2,5 vezes inferior ao da moto e 4,5 vezes inferior ao do auto (que se reflete em emissões igualmente inferiores de CO2). Quanto aos poluentes locais, o uso do ônibus implica em emissões seis vezes inferiores às do automóvel e 11 vezes inferiores às da motocicleta. No caso dos acidentes, o uso da moto custa para a sociedade cerca de 22 vezes mais que o uso do ônibus e o uso do carro custa quase cinco vezes mais.

Um sistema de mobilidade baseado no ônibus é a melhor escolha para uma sociedade que deseja ter uma cidade sustentável.

Como é possível alterar o sistema atual de mobilidade, considerando também o crescimento da frota de veículos? A principal ação é qualificar o transporte público, criando mais espaço e conforto para os modos de deslocamento que consomem menos recursos e causam menores impactos. Dentre deles, o ônibus é o que possui maior importância.

Para poder alterar o sistema de mobilidade é preciso lembrar que quando as pessoas circulam, usando várias formas de transporte, elas consumem recursos naturais (minérios, borracha, água, energia), recursos públicos (espaço viário) e recursos pessoais, na forma de tempo e dinheiro. Os consumos variam muito dependendo do modo que são usados, desde o mais simples (andar) até o mais exclusivo (automóvel com uma pessoa). Da mesma forma, a mobilidade das pessoas e cargas pode trazer efeitos negativos, na forma de poluição atmosférica e sonora, acidentes, congestionamento e prejuízo à qualidade de vida nas áreas residenciais, de estudo ou trabalho.

Qual seria o modelo ideal de mobilidade? É aquele que consome a menor quantidade de recursos e causa os menores impactos negativos. Assim, para promover mudanças, as cidades podem analisar seu padrão atual de mobilidade e criar formas de redução dos consumos, dos impactos e de aumento da qualidade da mobilidade.

Dadas as grandes vantagens relativas do transporte público, ele tem condições de participar da maioria dos projetos de melhoria da mobilidade e de redução dos consumos e impactos.

Compartilhe isso:

Sem comentários!

Deixe um Comentário