• img
VOLVO VENDE 190 ÔNIBUS PARA O BRT DE SAN SALVADOR

A capital de El Salvador irá receber 60 ônibus articulados e 130 ônibus convencionais, que serão utilizados no novo sistema BRT (Bus Rapid Transit) que está sendo construído na cidade.

Do modelo B340M com 21 metros de comprimento e capacidade para 180 passageiros, os ônibus articulados são equipados com Alcolock (bafômetro dentro da cabine), freios a disco com sistema ABS/EBS, controle eletrônico de tração, suspensão eletrônica e caixa de câmbio automática.

 

“Mais uma vez participamos do início da estruturação de um BRT na América Latina. Este é motivo de orgulho para nós, pois comprova e eficiência dos nossos veículos para atender a um modelo de transporte que oferece mais qualidade de vida às pessoas que vivem na cidade”, afirma Luis Carlos Pimenta, presidente da Volvo Bus Latin America.

Os 190 veículos também possuem o sistema de gerenciamento de frotas da Volvo, que permite aos operadores de transporte acompanhar os ônibus em tempo real, identificando atrasos, problemas ou desvios de rotas, e gerar um histórico de posições. O sistema oferece informações sobre consumo de combustível, emissão de poluentes, horas rodadas e velocidade média da frota por veículo e também por motorista.

Além dos veículos e do sistema de gerenciamento de frotas, a Volvo está oferecendo, ao órgão gestor do sistema de transporte de San Salvador, um trabalho de assessoria técnica e avaliação das características do trânsito da cidade. “O objetivo deste trabalho é adequar a aplicação dos veículos às características locais, para que haja um ganho de eficiência e o aumento da velocidade média dos ônibus”, explica Idam Stival, engenheiro de vendas da Volvo Bus Latin America.

 

O BRT (Bus Rapid Transit)

Os BRTs, conhecidos no Brasil como sistemas organizados de transporte coletivo urbano, são uma solução que contribui para a melhoria da mobilidade e da qualidade de vida em cidades com mais de 300 mil habitantes, como San Salvador.

Um sistema de BRT completo e eficiente reúne algumas condições como: vias exclusivas para ônibus, pré-pagamento de tarifas, estações segregadas que permitam embarque e desembarque no mesmo nível do passageiro, ônibus de grande capacidade, grande número de portas amplas e motoristas bem preparados. É importante também que o sistema seja gerenciado por um Centro de Controle Operacional (CCO) para garantir a qualidade, pontualidade e a segurança da operação, como o gerenciamento de frotas da Volvo.

 

Compartilhe isso:

Sem comentários!

Deixe um Comentário